Se conecte com a gente

Aconteceu

Jovem na China morre depois de tomar 1,5 litro de Coca-Cola em 10 minutos

Segundo os médicos, beber o refrigerante tão rápido fez com que o gás se acumulasse nos intestinos, o que horas depois causou a morte do homem.

Publicado

no

Depois de beber 1,5 litro num período de 10 minutos, um jovem de 22 anos morreu na China. O homem, que não teve sua identidade revelada, foi levado para o Hospital Chaoyang de Pequim, na China, seis horas após ter consumido o refrigerante, alegando fortes dores no estômago.

De acordo com informações do jornal Correio Braziliense, ele apresentou acúmulo de gases pelo corpo, principalmente, no intestino. O jovem apresentou ainda batimentos cardíacos elevados e pressão arterial baixa.

Os médicos o submeteram a uma tomografia computadorizada, que revelou uma presença anormal de gás na parede do intestino. Por conta da pressão, o gás vazou para a veia porta, um dos principais vasos sanguíneos do fígado.

Em seguida, novos exames revelaram também uma condição chamada isquemia hepática, popularmente conhecida como “fígado de choque”, que ocorre quando há baixa quantidade de oxigênio no órgão, o que os médicos acreditam ter sido causado pela presença de gás na veia porta.

A equipe médica tentou liberar o gás do sistema digestivo do paciente, além de submetê-lo a tratamento medicamentoso para proteger o fígado. Todavida, nada funcionou. O chinês acabou morrendo 18 horas após dar entrada no hospital.

Mini engradado com garrafas de Coca-Cola.

Consultado pelo jornal britânico Daily Mail, um especialista questionou nesta sexta-feira (24) a verdadeira causa da morte. Para ele, é improvável que a Coca-Cola seja a culpada.

“As chances de engolir 1,5 litro, ou um pouco mais de três litros, de um refrigerante regular ser fatal seria muito, muito improvável. Quero dizer, incrivelmente improvável”, disse o professor Nathan Davies, bioquímico da University College London.

Nathan falou ainda que são necessárias mais informações do que as que foram fornecidas no relatório para tirar conclusões sobre a morte do rapaz, e especulou que uma infecção bacteriana, que pode gerar acúmulo de gases, pode ter sido a culpada, e não o refrigerante.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta