Se conecte com a gente

Aconteceu

Americanos enfrentam aumento de quase o dobro do preço da gasolina com relação a 2021

Preço pode chegar a US$ 5,00 por galão nos Estados Unidos, segundo especialista.

Publicado

no

Os americanos estão tendo que repensar se realmente irão viajar no fim de semana para o lazer. Nos Estados Unidos, os preços da gasolina estão aumentando cada vez mais, e de acordo com informações da FOX News, poderão chegar a US$ 5,00 por galão em breve.

Conforme mostra a reportagem da rede americana, o preço médio nacional da gasolina subiu cinco centavos na noite de segunda (06) para terça (07), e 10 centavos desde sábado, atingindo um recorde de US$ 4,92 por galão. Os dados são da American Automobile Association.

Segundo a reportagem, os americanos estão pagando US$ 1,87 a mais do que estavam pagando há um ano, quando, de acordo com a AAA, o preço era US$ 3,05.

Presidente Joe Biden.

Consultando Andy Lipow, presidente da Lipow Oil Associates e especialista no setor, a reportagem da FOX Business indica que o valor da gasolina pode até mesmo ultrapassar os US$ 5,00 em decorrência, também, de furacões que podem atrapalhar a produção de petróleo.

“Uma grande tempestade que atinge a costa do Golfo, onde está localizada 15% da produção de petróleo do país e mais de 45% da capacidade de refinaria do país, pode resultar em uma interrupção significativa no fornecimento, elevando ainda mais os preços”, disse Lipow.

No país, a temporada de furacões iniciou no dia 1º de junho e terminará apenas no fim do ano, em 30 de novembro.

Quanto à causa do novo recorde, o economista Steve Moore disse que o preço ainda em alta é o resultado das próprias “feridas auto-infligidas” do presidente Joe Biden.

Uma outra reportagem aponta que o preço da gasolina a nível nacional, praticamente dobrou desde que o presidente Joe Biden assumiu o governo americano com sua política de imprimir dinheiro injetando trilhões de dólares.

Cabe lembrar que de acordo com a divulgação de um ranking da Austin Rating, o Brasil voltou a se posicionar no top 10 do ranking de maiores economias do mundo, crescendo mais que países como os Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta