Se conecte com a gente

Tecnologia

O “Desafio dos 10 anos” é na verdade uma armadilha, segundo especialista

De acordo com empreendedora e especialista Kate O’Neill, esse pode ser mais um experimento… E a cobaia mais uma vez é você

Publicado

no

Se você está de olho nas redes sociais, sabe que a brincadeira do momento é publicar uma foto montagem com uma comparação de uma foto atual com uma de dez anos. O problema, é que de acordo com uma espeacilista, apesar de parecer algo inofensivo, o tal desafio#10yearschallenge não é tão inocente assim.

Kate O’Neill é o nome da especialista em tecnologia que acredita que a brincadeira é uma forma das big techs coletarem dados para treinar algoritmos de reconhecimento facial.

“Eu há dez anos: provavelmente teria entrado na brincadeira e postado minhas fotos no Facebook e Instagram. Eu hoje: penso em como todos essas dados podem ser usados para treinar algoritmos de reconhecimento facial a reconhecer o envelhecimento e sua progressão” escreveu O’Neill no Twitter.

A especialista recebeu críticas de pessoas dizendo que tais fotos já estavam publicadas nas redes. Os que defendem a tese argumentam ainda que o desafio ajudaria as empresas a terem uma base de dados mais rigorosa e organizada.

Desafio dos 10 anos do Facebook.

Em artigo à revista Wired, Kate explicou que estava apenas levantando uma possibilidade e disse saber que o cenário em questão é muito plausível, com um indicativo de uma tendência sobre a qual, de acordo com ele, as pessoas deveriam estar cientes.

Ela ainda ressaltou que, mesmo o caso sendo verdadeiro, não é algo necessariamente ruim.

“Ainda assim, a conclusão mais importante aqui é que precisamos abordar nossas interações com a tecnologia com atenção aos dados que geramos e como eles podem ser usados em escala.”

A partir de uma visão positiva, podemos considerar que a tecnologia de reconhecimento facial e progressão de idade ajudaria a encontrar crianças desaparecidas, por exemplo.

Já um possível resultado negativo seria que a capacidade de identificar o envelhecimento poderia ser usada por empresas do setor de saúde e seguros para vender serviços, aponta a profissional.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta