Se conecte com a gente

Aconteceu

Menina com câncer morre 22 dias depois de realizar sonho de ver os pais se casarem

Giovanna Antonielly, de 6 anos, dividia a rotina entre a casa e o hospital e fazia tratamento paliativo.

Publicado

no

Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Diagnosticada com Linfóide Blástica Aguda tipo B, uma leucemia rara, Giovanna Antonielly, de 6 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (9), em Cuiabá.

Os pais dela realizaram o sonho da filha, que era ver eles se casarem. Jozilene Amancia de Campos e Wenderson Cavalcante das Neves fizeram a cerimônia no dia 18 de agosto depois de 13 anos juntos. De acordo com informações do portal G1, a filha morreu 22 dias depois do casamento.

O Hospital do Câncer de Mato Grosso divulgou nota e lamentou a morte da paciente.

O último diagnóstico da Giovana não foi positivo e ela fazia tratamentos paliativos para ter o máximo de tempo de vida possível.

“Ela tinha uma esperança, que era um remédio para o tratamento que custa cerca de R$ 500 mil. Ela tomou o remédio, mas não deu certo, pois não funcionou. Foi então que o médico disse que não teria mais tratamento para diminuir a leucemia”, relatou o pai às vésperas do casamento.

Segundo a mãe, ela e o marido sempre tentaram programar o casamento, no entanto, passaram-se mais de 10 anos e eles ainda não tinham realizado esse sonho.

Giovana realizou o sonho de ver os pais casando.

A vontade de ver o casamento dos pais mobilizou pessoas e instituições. Muitos parceiros se juntaram para que tudo fosse perfeito.

Giovana recebeu tratamento e cuidados no Hospital de Câncer de Cuiabá por dois anos. Por isso, o ambulatório de oncologia pediátrica foi o local escolhido para realizar um dos desejos da Giovana. Além da festa de casamento, a menina realizou outros dois sonhos com a família.

Em menos de 15 dias, a família foi para o Guarujá conhecer o mar e para Aparecida do Norte.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta