Se conecte com a gente

Aconteceu

Canguru foge de recinto com ajuda de papagaio de estimação que aprendeu abrir fechadura

Publicado

no

Um canguru solto pelas ruas de um condado na Louisiana, nos EUA, deixou os moradores intrigados. O animal, que acabou sendo salvo depois de passar um dia solto, contudo, teve a ajuda de um comparsa para fugir: um papagaio.

De acordo com informações da WBRZ, emissora afiliada da rede ABC, foi a ave que ajudou o marsupial batizado de Baxter, a sair da Bird Recovery International, local onde ele estava.

Baxter vive com mais de uma dúzia de papagaios sendo cuidados pelos proprietários de uma organização sem fins lucrativos especializada em soltar pássaros selvagens em seus habitats naturais. Um desses pássaros chamado Thor, aprendeu recentemente a abrir as fechaduras, e foi ele que acabou ajudando o marsupial a fugir.

Os donos de Baxter anteriormente possuiam um zoológico. Contudo, segundo a emissora, não ficou claro se eles tinham licença para criar o animal, uma vez que a ONG é baseada no cuidado com espécies da vida selvagem.

Assim, o diretor do Controle Animal e Centro de Resgate do condado, Daniel Piatkiewicz, afirmou que como cangurus são considerados animais exóticos de acordo com a lei do estado, mantê-los como animais de estimação é considerado uma prática ilegal.

“É proibido ter animais exóticos como animais de estimação, especialmente aqueles que não são nativos dos Estados Unidos. Animais nestas condições não são permitidos em East Baton Rouge”, disse Piatkiewicz.

Apesar de existirem exceções à regra, incluindo fins educacionais, circos e zoológicos, o diretor da entidade pública afirmou que nunca foi dada uma licença nesse sentido, e que não seria agora que isso seria feito.

Portanto, aos proprietários de Baxter, foi dada uma semana para encontrar um novo lar para o marsupial sob pena de serem multados. Entretanto, eles afirmaram que insistiriam na obtenção de uma licença por meio da justiça, para que possam manter o animal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em Alta