Se conecte com a gente

Aconteceu

Quem foi George Floyd e o que sua morte desencadeou nos EUA

EUA chegou ao sexto dia de manifestações no último domingo.

Publicado

no

O mundo inteiro acompanha uma história revoltante: um ato covarde de racismo contra um homem afro-americano chamado George Floyd. Mas quem era George Floyd e por que seu assassinato acabou gerando tanta comoção? Atendendo a pedidos, a Curiozone publica agora um resumo de toda a história que mobilizou diversas figuras, a ponto de movimentar protestos e aglomerações nos EUA mesmo em meio a pandemia do novo coronavírus que surgiu na China.

Dois policiais brancos detiveram George Floyd, de 25 anos, no dia 25 de maio. Floyd, que trabalhava em um restaurante, tentou fazer, segundo os policiais, uma compra com uma nota falsa de US$ 20. O que os agentes policiais não esperavam, era que uma adolescente de 17 anos chamada Darnella Frazier, desesperada ao ver o que estava presenciando, usaria seu celular para flagrar o ato covarde contra o homem.

George Floyd e amigos.

Nas imagens feitas por Darnella, Floyd é deixado no chão da rua, algemado e desarmado, sendo asfixiado por um policial que apoia o joelho sobre seu pescoço. Ele implorava por sua vida e dizia por vezes não conseguir respirar, até que perdeu os sentidos e logo depois de ser levado por uma ambulância, foi declarado morto.

No vídeo que tem 10 minutos, um policial branco de 44 anos chamado de Derek Chauvin, ignora o pedido de socorro de Floyd e as reclamações de testemunhas que estão próximas. Ao mesmo tempo, um outro policial cúmplice do crime, Tou Thao, de 40 anos, observa a cena sem demonstrar reações. Os dois policiais foram demitidos com a repercussão do caso.

Derek Chauvin não foi somente demitido, como também preso sob a acusação de ter assassinado Floyd. Ao longo de 19 anos de carreira, Derek já tinha sido alvo de quase 20 queixas formais, segundo a agência de notícias Associated Press, o que não ajudou em nada sua situação.

Um caso de racismo que gerou diversos protestos

Com a morte de Floyd, diversos manifestantes tem ido às ruas de Minneapolis, em protesto contra a violência policial que atinge pessoas negras nos Estados Unidos. Munidos de cartazes com as palavras “eu não consigo respirar”, manifestantes foram às ruas por Floyd. A frase é em alusão ao que George Floyd repetia ao policial enquanto se encontrava imobilizado. As manifestações se multiplicaram em cartazes e camisetas por todo os EUA.

Os hobbys e a vida de Floyd

George Floyd era um verdadeiro atleta. Sempre se dedicou ao basquete e ao futebol. Além disso, ele era ativo no hip-hop, mas tudo mudou depois que ele se mudou para o estado de Minnesota, ao começar uma nova vida trabalhando como segurança. Mesmo que conhecido como “Big Floyd”, por conta de sua altura e musculatura forte, ele era considerado amável e um “super doce”, de acordo com Vernon Sawyerr, um colega de trabalho.

Floyd era conhecido entre veteranos do basquete. A ex-estrela de NBA Stephen Jackson publicou que havia perdido alguém que considerava um irmão. “Me enfurece tanto que, depois de todas as coisas pelas quais você passou e se comportou da melhor maneira possível, eles o levaram dessa maneira”, escreveu o ex-jogador de basquete.

Um homem de paz comprometido com a pregação do evangelho

Um homem de paz, foi assim que o pastor Patrick Ngwolo, da igreja Resurrection Houston definiu George Floyd. Floyd passou grande parte de sua vida na Third Ward, uma comunidade negra em Houston, no Texas, antes de se mudar para Minneapolis.

George Floyd (com a Bíblia na mão) entre colegas de um ministério cristão.

“George Floyd era uma pessoa de paz enviada pelo Senhor que ajudou o Evangelho a avançar em um lugar em que nunca morei”, falou Patrick.

O pastor conheceu Floyd em 2010. Por meio da influência de Floyd, o pastor conseguiu compartilhar mensagens cristãs com diversas pessoas carentes de uma área marcada por gangues e violência.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta