Se conecte com a gente

Aconteceu

Em discurso, Putin avisa Ocidente que provocações à Rússia terão resposta “rápida e dura”

O chefe de Estado russo pediu às potências ocidentais para não cruzarem uma “linha vermelha” com a Rússia, no seu discurso anual sobre o Estado da Nação.

Publicado

no

Foto: Reprodução/Google

Foi na última quarta-feira (21) que o presidente russo, Vladimir Putin, avisou o Ocidente sobre as consequências de qualquer provocação que contrarie os interesses da Rússia. O chefe de Estado russo mandou a letra dizendo que, perante tal cenário, a resposta será “assimétrica, rápida e dura”.

“Irão arrepender-se como há muito tempo não acontece”, declarou Putin no seu discurso anual sobre o Estado da Nação, num momento de crescentes tensões entre Moscou e o Ocidente em vários dossiês.

Na intervenção, o chefe de Estado russo afirmou que há uma “linha vermelha” na Rússia, e pediu às potências ocidentais para não a cruzarem.

De acordo com o chefe de estado russo, “Comportamo-nos em geral com moderação e de uma forma modesta, muitas vezes não respondendo nem mesmo a ações pouco amistosas ou mesmo de uma grosseria flagrante”. Putin seguiu, advertindo, porém, que “as boas intenções” do Kremlin (Presidência russa) não podem ser confundidas com “fraqueza”.

“Que ninguém tenha a ideia de cruzar uma linha vermelha com a Rússia“, reforçou.

Vladimir Putin discursa na Assembleia Federal, em 21 de abril de 2021.

De acordo com informações do portal G1, o presidente russo fez seus comentários em um momento em que as relações com os EUA e a Europa estão sob forte pressão por conta da Ucrânia e da saúde do líder da oposição, Alexei Navalny, que está preso.

“Queremos boas relações… e realmente não queremos queimar pontes”, disse Putin em seu discurso anual sobre o estado da nação nas duas casas do parlamento.

Vladimir Putin disse que não é para confundir as boas intenções do governo russo com indiferença ou fraqueza e afirmou que pretende incendiar ou mesmo explodir essas pontes. Caso alguém ouse fazer isso, deve antes de tudo ficar ciente que “a resposta da Rússia será assimétrica, rápida e severa.”

Moscou, a capital da Rússia.

Segundo Putin, a Rússia irá determinar onde são seus limites em cada caso específico.

Seus comentários foram o ponto alto de um discurso de 78 minutos dominado pela resposta da Rússia à pandemia Covid-19 e às dificuldades econômicas resultantes.

Pra quem ainda não sabe, nas últimas semanas, aconteceu uma intensificação do confronto entre a Rússia e os países ocidentais, que dizem que Moscou está concentrando dezenas de milhares de soldados perto da Ucrânia.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta