Se conecte com a gente

Tecnologia

Facebook não toma providências necessárias contra praticantes de bullying, revela investigação

Apesar de rede social dizer que não tolera, empresa tem sido leniente com casos

Publicado

no

Foto: Divulgação/Facebook

Se o Facebook faz inúmeras campanhas de combate à prática de bullying dentro de sua plataforma, uma recente investigação feita nos EUA mostrou que tudo não passa de uma grande hipocrisia. Durante seis meses a atividade de pessoas que publicam ofensas racistas, fazem apologia ao suicídio e violência sexual no Facebook foi monitorada por uma rede de TV americana.

De acordo com informações da reportagem do Jornal da Record, apesar de a empresa sempre dizer que não tolera esse tipo de atitude, muitas dessas pessoas não foram punidas com a expulsão e em alguns casos, os usuários voltaram, depois de serem afastadas por 30 dias.

Um porta-voz do Facebook disse que a empresa está investigando o caso.

MC Gui praticou bullying e não teve punição

Recentemente a internet inteira viu o funkeiro MC Gui se justificando depois de ter praticado bullying contra uma menina com câncer na Disney. Guilherme Kaue, de 21 anos, que divulgou o vídeo em seu Instagram, que soma mais de 7 milhões de fãs, viu seu número de seguidores crescer após o caso.

O funkeiro se justificou dizendo que não riu da menina e sim da fantasia da personagem Boo, do filme Monstros S/A, que ela estava usando.

Publicidade
Click para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Em Alta